SINDIMETAL/PR ENCERA AS ATIVIDADES DO OUTUBRO ROSA 2021 COM EVENTO FALANDO DA IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DO CÂNCER

Encerrando as atividades do Outubro Rosa SINDIMETAL/PR deste ano, mês da campanha mundialmente conhecida de prevenção do câncer de mama, o SINDIMETAL/PR promoveu, no dia 27 de outubro, na sede da entidade evento que tratou sobre a importância do autocuidado e diagnóstico precoce para tratamento e prevenção do câncer de mama.

A primeira parte contou com exposição da enfermeira do Instituto de Oncologia do Paraná, Marcela Zanella, que abordou o tema “Vamos Quebrar os Tabus sobre o Outubro Rosa”. A profissional apresentou estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) sobre os índices da doença no Brasil, bem como os impactos causados pela pandemia da Covid-19 sobre a incidência de novos casos de câncer.

De acordo com Marcela, dados do INCA estimam que 66.280 novos casos de câncer de mama poderão ser diagnosticados por ano no país, seguido pelo câncer de colo de reto e útero. E explicou ainda que, devido à pandemia de Covid-19, houve redução de quase 50% na procura por exames de mamografias de rastreamento, e queda de 39,1% nos exames de biópsias em comparação ao ano anterior.

“Imaginem quantas pessoas já estavam com alguns sintomas e por conta da Covid-19 deixaram de realizar os exames preventivos. Com isso, a probabilidade de termos um boom de novos casos em breve é grande. E isso é muito preocupante! Nesses dois anos de pandemia deixamos de detectar a doença na fase inicial e sabemos que o câncer de mama, quando descoberto na fase precoce, tem uma chance acima de 90% de cura do paciente. Então, não podemos permitir que a pandemia afete ainda mais a nossa vida”, declara Marcela.

Durante a sua exposição Marcela comentou, ainda, sobre sintomas do câncer, tipos de tumores existentes, tratamentos, assim como mitos e verdades sobre a doença.

“Então, deixo pra vocês uma frase: não deixe o câncer custar a sua vida! Previna-se! Se você não se cuidar, quem vai cuidar de você?”, finaliza.

A segunda parte do evento contou com a fala da Rosângela Corsigo Capri, vendedora de veículos que em 2016, aos 46 anos de idade, recebeu o diagnóstico de câncer na mama direita. Desse dia em diante travou verdadeira batalha contra o câncer e, em seu depoimento, trouxe valiosas reflexões sobre o assunto.

“Jamais imaginei que eu seria diagnosticada com a doença. Meu mundo desabou, pois eu estava vindo de uma separação e com um filho de apenas três anos para criar! Chorei, mas estava convicta de que venceria essa luta, e venci”, relata Rosângela.

No entanto, houve uma recidiva da doença, em 2018. Mais uma vez, Rosângela teve que se submeter ao duro tratamento oncológico para combater um câncer agressivo, agora na mama esquerda. Porém, sua alegria e seu desejo de viver e acompanhar o crescimento dos seus cinco filhos foi determinante para enfrentar, com garra, a quimioterapia e radioterapia.

Hoje, aos 51 anos, Rosângela permanece realizando exames periódicos para controle da doença, sempre respeitando as orientações médicas.

“Para combater o câncer eu resgatei a leoa que havia dentro de mim e eu disse a mim mesma que venceria mais essa batalha! Fácil não é! O diagnóstico é difícil, o tratamento é difícil! O câncer é uma doença da alma! Ao longo da vida nos alimentamos de mágoas, de falta do perdão e do autoperdão e, com isso, alimentamos em nós essas células ruins. Após toda essa luta eu descobri a vida novamente. Eu conheci uma nova mulher após o diagnóstico de câncer! Portanto, se conscientizem e se cuidem. Se toquem não apenas nas mamas, mas se toquem na consciência!!”

O evento foi realizado de forma híbrida. Participou, presencialmente, toda a equipe do SINDIMETAL/PR e houve transmissão pelo aplicativo ZOOM a pessoas inscritas, que trabalham nas indústrias do setor metalmecânico.

Assuntos relacionados: