OUTUBRO ROSA NO SINDIMETAL/PR TEVE PALESTRAS PARA MULHERES E SORTEIO DE BRINDES

Para marcar o Outubro Rosa, mês da campanha mundialmente conhecida de prevenção do câncer de mama, o SINDIMETAL/PR realizou, no dia 18 de outubro, na sede da entidade, o primeiro evento Outubro Rosa SINDIMETAL/PR.

O evento, destinado às mulheres atuantes nas indústrias do setor metalmecânico, contou com palestras que abordaram assuntos como ações de incentivo às mulheres trabalhadoras nas indústrias, diversidade de gênero e temas relacionados à saúde e prevenção do câncer de mama.

O presidente do SINDIMETAL/PR, Alcino de Andrade Tigrinho, recepcionou as participantes agradecendo pela presença no evento e comentando sobre a importância da prevenção de doenças:

“Sejam muito bem-vindas ao SINDIMETAL/PR. É uma alegria imensurável tê-las aqui conosco nesta tarde muito especial para nossa casa. Essa atividade foi trabalhada ao longo de dois meses com toda dedicação e carinho que as mulheres merecem. Debates como estes que irão acontecer nesta tarde são fundamentais para alertar a todos sobre os cuidados que devemos dispensar à nossa saúde. É por meio da prevenção que alcançaremos melhor qualidade de vida e, consequentemente, mais sucesso no âmbito pessoal e profissional”, disse.

Dando início às atividades, as representantes da empresa Robert Bosch, Gabrielle Souza e Márcia Walter, explanaram sobre as “Iniciativas para a diversidade de gênero na empresa”. Gabrielle apresentou uma pesquisa que aponta, entre outros pontos, os índices de representatividade feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor automobilístico, em relação à ocupação de cargos de liderança. Já Márcia comentou sobre ações desenvolvidas pela empresa, entre as quais: Kinderhaus – centro de educação em funcionamento nas dependências da empresa,

reconhecido pela Secretaria Municipal de Educação, que apoia a mulher trabalhadora que tem filhos – e programas de mentoria desenvolvidos na organização, cujo objetivo é apoiar e fornecer suporte à carreira e ao desenvolvimento pessoal das colaboradoras.

A segunda palestra da tarde abordou o tema “A mulher e a deficiência”, ministrada pela diretora da Universidade Livre para a Eficiência Humana (UNILEHU), Yvy Abbade. Em sua apresentação ela trouxe dados do IBGE sobre pessoas com deficiência no país, enfatizando a precariedade na educação e a importância da qualificação e melhoria das condições de trabalho da pessoa com deficiência e, em especial, da mulher com deficiência.

Segundo Yvy, as políticas públicas deveriam garantir melhores condições de acesso ao trabalho pela educação, porém, o que acontece é a terceirização das responsabilidades para as empresas, pois, elas fazem a inclusão com qualidade. No entanto, infelizmente essas boas práticas empresariais não são apoiadas como deveriam pelo poder público, com ações de incentivo como, por exemplo, isenções de impostos.

A última palestra da tarde tratou sobre o tema “Saúde da Mulher”. A médica ginecologista Marília Porto Bonow orientou as mulheres sobre métodos contraceptivos e, principalmente, sobre a prevenção e detecção precoce do câncer de mama e do câncer de colo uterino. Destacou que o câncer de mama é o segundo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil.

Durante a sua apresentação Dra. Marília explicou sobre a importância de realizar o autoexame e os exames preventivos. De acordo com ela, se todas as mulheres acima de 40 anos realizassem mamografia anual, a cura do câncer de mama seria em torno de 90% e, se todas entre 25 e 64 anos fizessem o preventivo, a taxa de cura do câncer de colo de útero chegaria a 100%,
demonstrando o papel fundamental dos cuidados de saúde na prevenção e cura dessas doenças.

Ao final das palestras, houve distribuição de brindes oferecidos pela Bayer, Unilehu e Daiken Elevadores e o sorteio de um jantar no restaurante Coco Bambu.